.

Link-me!


Quinta-feira, 13 de Maio de 2010

Capitulo 17 - Ultimo (Parte III- ultima)

-Taylor Swift, acorda! Temos de ir. – Chamou a minha mãe.

-Oh mãe, porra, tem calma! São 7 da manhã.

-Eu estou calma, mas temos de estar no aeroporto daqui por 15 minutos.

-Ok, ok! Estou de pé! – Disse, levantando-me. – Mais ou menos!

-Anda lá despacha-te. – Berrou o meu pai!

-Ok, ok!

Vesti-me, tomei o pequeno-almoço e fui para o aeroporto.

-O que é que raio é que vocês estão aqui a fazer? – Perguntei a Taylor, Demi, Nikki e Selena. Enquanto os meus pais tinham ido tratar do check-in.

-Hmm… - Disse Demi.

-Nós viemos aqui para… - Começou por dizer Nikki.

-Para nos despedirmos de ti! – Completou Selena.

-Oh, não era preciso!

-Claro que era! – Disse Taylor.

Abracei todos e elas foram embora, porque tinham aulas nesse dia.

-Restamos nós… - Comentou Taylor.

-Ainda não tinha reparado! – Ironizei.

-Os teus pais não voltam?

-De onde? Espanha? Não sei…

-Não, do check-in!

-Ah, não sei… A fila estava enorme!

-E que tal aproveitarmos?

-Taylor, isto está cheio de gente. – Disse encostando-me a uma parede.

-E nós nunca mais nos vamos ver… - Disse-me, aproximando-se.

Toquei os seus lábios, na nossa eterna despedida, enquanto que ele encostava a sua testa à minha. Respirei fundo, interiorizando que aquela seria a última vez, que não havia volta a dar! Que o tinha de ser, tinha muita força! Voltei a beija-lo, desta vez apaixonadamente. Sem medos...

-Filha temos de ir! – Disse a minha mãe.

Descolei os meus lábios dos dele e sussurrei:

- Amo-te.

-Também te amo, mais do que tudo na vida e nunca me vou esquecer de ti, acredita! – Disse-me.

Beijou-me pela ultima vez, enquanto que uma lágrima me escorria pela cara, e que levemente, se apagou no nosso beijo. Soltei-me dele e andei para a minha mãe, não conseguindo não olhar para traz.

Entrei dentro do avião e acabei com a minha vida, para começar uma nova… Apenas com as memórias infinitas, as minhas memórias Americanas.

7 Anos depois.

Vivi durante 3 anos em Espanha, onde estudei – pela primeira vez - numa escola normal. Aprendi rapidamente a língua e adaptei-me, minimamente, bem aos meus colegas. Gostava deles e fiz amigos, mas nunca me esqueci de Demi, de Nikki e de Sel… Nem de Taylor. A minha vida lá era muito, mas mesmo muito mais extravagante, eu que sempre pensei que nós na América batíamos mal dos miolos. Em Madrid ia a festas todos os fins-de-semana, conheci pessoas que – neste momento – são famosas mundialmente e tornei-me adepta de uma coisa que nunca tinha percebido – futebol. No fim disso tudo tive uma irmã, à qual eu dei o nome de Demi, porque é que será?

Passados esses três anos vim para Londres onde estou, neste momento… A estudar.

Vidinha deprimente, eu sei! Mas é o que se arranja! Ainda hoje recordo cada momento, cada beijo dele, cada riso da Demi, cada piada de Nikki e cada parvoíce de Sel. Não que eu não goste da vida aqui, adoro! Assim, como adorava Barcelona. Acho-me mais Europeia que Americana, neste momento… É só que deixei tudo lá – as pessoas, principalmente, mas também a musica. Musica essa que me faz lembrar de tudo e que me dói!

Uf, já chega de memórias! Vou tomar o pequeno-almoço ao café, hábito que mantinha desde há 5 anos, todos os Domingos.

-Olá Mr. Gerrard!  -Disse, entrando no pequeno salão de chá, com ar antiquado.

-Olá menina Swift. É o costume?

-Sim, como sempre!

-Muito bem!

-Empregado novo?

-Sim, veio há um mês do Tennessee.

-A sério? Óptimo.

 Tennessee, a terrinha que eu tinha abandonado, ai que isto agora dói mesmo! L

-Olá. Bom dia! – Disse-me, o tal empregado, quando me veio servir, sorrindo. Eu conheço aquele sorriso, eu conheço aquela voz, aquele tom de pele… Fazia-me lembrar o Taylor.

-Bom dia!

Depois de tomar o chá e comer a torrada fui pagar.

-Quando estava a ir embora lembrei-me de perguntar ao tal empregado.

-Chama-se Taylor?

-Sim…

-Taylor Lautner?

-Sim… Taylor? És tu?

Sorri, com o maior sorriso de todos.

-Sim.

Abracei-o fortemente, quase a chorar. Andava muito sensível. Ele saiu do serviço passados uns 5 minutos e fomos dar um passeio pela cidade.

-Sabes uma coisa? – Perguntou-me.

-Não…

-Eu nunca te esqueci, podes-me chamar o que quiseres mas é verdade.

Não perdi tempo e beijei-o, já tinha perdido tempo que chegue em toda a minha, deprimente vida.

-queres namorar comigo, outra vez? – Perguntou-me.

-Sete anos depois… Sim! – Beijei-o, ele beijou-me e somos felizes! Até ao resto da nossa vida – Ou não!

 

 

Fim

estou: bem

publicado por Anaa.j às 17:50
link do post | Dá a tua opinião | favorito
4 opiniões:
De cfilipa. ♥ a 13 de Maio de 2010 às 18:42
áhhhhhhhhhh! ACABOU :'C

eu realmente AMEI @ quero a próxima fic ainda hoje! xD

nunca pensei que eles iriam ficar juntos :o

mas ainda bem que ficaram :D

beijinhoooooooooo*


De ups a 13 de Maio de 2010 às 19:45
Ta lindooo

optimo final, fico á espera da nova história


De Marta a 13 de Maio de 2010 às 22:06
Lindo...... está mesmo fixe a parte do fim..... 7 anos depois, quem diria....

:P

Fico ha espera da nova história....

Love ya


De C a 14 de Maio de 2010 às 18:22
Estive a ler a tua fic agora e wow *.* adorei!!


Comentar post

.


. ver perfil

. adiciona-me como amigo

. 16 seguidores

.

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.

. Blog Fechado

. Capitulo 4 "Plan"

. Capitulo 3 "Belive"

. Capitulo 2 "Stories"

. Capitulo 1 "Meeting"

. Prefácio "Hunt"

. Nova História

. Capitulo 17 - Ultimo (Par...

. Capitulo 17 - Ultimo (Par...

. Capitulo 17 - Ultimo (Par...

.

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008